segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Medo do rapaz...

Rapaz passado

Juventude

Ela jovem

O rapaz mais ainda

Isso separava


Carnaval sem
Carnaval com
Sem beijo
Com olhos
Sem jeito
Com medo
Sem idade
Com desejo

Moça passada

Juventude

Ela jovem

O rapaz mais ainda

Isso separou

Carnaval com paixão
Pleno verão
Aquela animação
Coração quis outro coração
Fazer medo à solidão
Dar coragem ao carinho
Até dormiram juntinhos
Ela fez declaração

Ela declarou.
Ela reclamou!
Declarou à ele.
Reclamou do destino
Por que és tão menino?!
Assim medo me invade
E mesmo com tanta vontade
Nosso amor será saudade
Da possibilidade
De um futuro suprimido

Medo do rapaz
Como controlar?
Meninas são tão mulheres
Mulheres são tão mais mulheres
Garotos perto de uma mulher
São apenas e nada mais...

E ela era pura confusão
Que sentimento era aquele?
Quantos minutos de olhos nos olhos?
Minutos de desejo e medo.
Medo do desejo pelo rapaz
Carnaval!
Não acabe nunca mais.

Já perdida e sem sossego
Ah, menino atrevido!
Mexeu tanto comigo
Não quer me deixar.
Não vê constrangimento
Pensa neste momento
Que futuro haverá?
De mim guarde lembrança
Do medo tenha desconfiança
Pois ele gosta de maltratar.

Olhares e abraços trocados
O tempo pode até apagar
As flores reais de presente
Iriam murchar
Lamentar lembranças belas
Isso o rapaz não deixará
Medo tivesses de nele apostar
Medo do rapaz sempre te amar.



Francisco Braz Neto(19/09/2016)









Eu sou o fotógrafo!

Eu sou o fotógrafo!
Essa foto me enche de orgulho. Eu acho que ficou perfeita.