sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Antes e mesmo muito antes

A ignorância é uma benção
Saber dói
Saber antes dói
Muito antes mais ainda
Não apenas por saber
Por se importar

Por se importar
O estupro dói
A simples tentativa dói
Não só por saber
Sobretudo por se importar

Por saber antes que ela sim sentirá
Ela vai sentir falta
Antes
Mesmo muito antes
Quem vai sentir a sua falta?
Olha para a tua caveira também.

A ignorância é uma benção.
Não tem volta.
Antes tivesse.
Pílula azul?
Pílula vermelha?
Não há volta em nenhum dos casos.
Há meio do caminho.
Há indecisão.
Cisões.

Escolhido um caminho...
Andaria por estradas...
Com destinos idênticos
Felicidade
Antes e mesmo muito antes saber
Saber dos não saberes
E ter tanta consciência
Que sentes tanto
Tanta alegria junto
Tanta tristeza só de pensar que um dia fatalmente longe
Tanto antes aprendas que feliz e mais que feliz serás
E em assim sendo, serás por assim saber
Que assim estarás fazendo feliz à quem diz que te ama todos os dias.
Que assim estarás fazendo feliz à quem te dizia que te ama todos os dias.

E será sem bilhete de despedida
Antes será um saber.
Saber que será aleatória a percepção
Será quando por acaso se imaginar necessário
Quando se imaginar que é tempo de perguntar
Tudo bem?
E será um saber antes e muito antes
Sem conseguir saber a razão.
Só conjecturas possíveis
Sentem tanto. Se sentem tão...

Antes sem razão
Recém
Ainda sem razão
Bebê
Depois razão
Criança
Sem saber
Que comer e beber dependia de ação
Conjecturas
E antes e mesmo muito antes imaginação
Adoção?
Novela, ficção, delação, ...
Tarde demais.
Décadas de atraso.

Abrindo portas
Fechando
Elevador ou escadas
Descendo
Subindo
Continue a nadar
Continue a andar
Continue
Só o que vestes
Documento e lenço.
Sem! Só na música.

Escolhido um caminho...
Teus braços.
Escolhido quando
Compreendas
Escolhido um destino...
Paz
Escolhido quem vai...
Quem sempre esteve.
Quem vai?
Um tal de Amor
Ganhando e perdendo
Antes e mesmo muito antes já era assim
Sempre será!

Agora sabendo das novidades
Diante da própria caveira
Tão cheia de consciências
Não há remédio perto
Automedicação
Saber antes dói
Muito antes dói mais
Entorpecentes
Sem gelo!
Puro.
Na veia.
No coração.
Na mente.
Na frente.
Do espelho.
Da caveira.
Só! A origem e o reflexo.
O início e o fim.
Previsível.
Antes dói saber.
Muito antes dói um pouco mais.
Só para quem se importa.
Só para quem pulsa e sente pulsar.














sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Ela é linda, tão linda, a mais linda!


Se ela se parece com a mãe.
Heureusement!

Estou brincando!
Ela é linda e nem ligo com quem se parece. 
Meu coração não tem olhos e meus olhos são cheios de coração.

Aí sei que ela é a mais linda!
Sei racionalmente.
Sei emocionalmente.
E nem ligo se lembra o Pai.
E nem ligo se lembra a mãe.
E falo tão sério quanto é possível.
Preciso só confidenciar
Preciso espalhar
Ela é a mais linda!
E meu coração não tem olhos
Melhor ainda
Meus olhos são abarrotados de coração.



Francisco Braz Neto (23/10/2015)

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Um só e nada mais.

Nessa de falar em poder.
De falar em conhecer um pouco de história.
Um só era líder de muitos e fez guerras.
Um só e nada mais para convencer mais um e se tornarem dois.

Um só e agora que não está só pode até ter convencido mil, milhares, milhões e nações de uma só
vez.
E podem ser mais de um.
Sim.
Podem ser muitos, mas quem vai ganhar o mérito via de regra será um.
Méritos estranhos. O cara é Alexandre o Grande. Para mim o grande lunático, assassino e genocida.
Decidiu que muitos pais iriam para a guerra, muitos animais, geralmente cavalos, mas isso não é foco.
Decidiu atacar mesmo sem ter sido atacado e aí alguns milhares de famílias foram desmontadas no comecinho e com o avançar da decisão, alguns montes de órfãos, viúvas, foram surgindo.
Produção em massa de desgraça.
Como todas as guerras sempre fazem.

E nessa de falar em poder estamos em 2015.
Dinheiro é um poder que está envolvido com os acontecimentos e decisões desde que surgiu.
E um só tendo dinheiro demais é um só tendo poder demais.
E vocês sabem de um desses "Um" que é capaz de alterar a ordem da economia mundial?
Pois é!
Dinheiro demais. Poder demais.
Seja antenado, informado e não surpreendido.
Há um homem que deu origem a uma marca de automóveis.
Já ouviram falar em Nikola Tesla?
Bem, por causa dele, e daí o "Um" virar muitos e o dinheiro fazer sua magia, é que existe a Tesla motors. Ele foi o dono da idéia. Algo poderoso sem dúvida, mas...
Está acontecendo agora, via Elon Musk, o "Um" do poder, do poder via dinheiro e não via armas ou via política, um abalo sísmico na economia mundial.
Um só. Ele está colocando um esforço enorme, já é um um com outros não tão poucos que querem que os carros rapidamente sejam elétricos.
E aí os brasileiros estão pagando caro pelos combustíveis e se forem desinformados vão dizer que estou louco.
No mundo todo, exceto aqui ou mais um lugar ou dois que tenham uns escandalozinhos similares aos daqui, o barril de petróleo baixou e baixou bem.
Briga de cachorros maiores que dinossauros, daqueles que nem os Tiranossauros encaravam.
Correram para baixar o preço para não compensar adquirir um carro elétrico. Para inviabilizar mesmo.
Tipo sabotar o pró-álcool. Só que para brigar com este "Um" vai ser mais difícil.
Um só e nada mais que não se vende é bem difícil de comprar.
Um só e nada mais que não se corrompe é bem difícil de corromper.
E nessa desse "Um" conseguir convencer milhares e milhões vocês imaginem o tamanho do estrago que um só do passado já fez e pense que o "Um" só do presente com uma população maior pode fazer.
Sobre o abalo sísmico eu tenho certeza. A magnitude do abalo? Cedo para saber.
Tenta acompanhar esse movimento.
Pense que é uma novela.
E pense melhor!
É a novela da sua vida. Você decide se é importante.

http://www.teslamotors.com/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Tesla_Motors




E a economia é dificílima!

Quem é bom de economia?
Estou perguntando porque eu não sei quase nada de economia.
Eu fico naquela minha eterna saga de observar, refletir, estudar, ler, pesquisar e questionar.

Aí eu vejo preços subindo.
E aqui vejo preços descendo.
E lá teorias, em livros, em mentes brilhantes e doutores de um saber místico.

Me falem! Por favor! 
É parte da memória de vocês, conversas, reportagens e lembranças do quanto os economistas erram sistematicamente?
Alguma raiva sistemática minha contra os economistas? Nego! Veementemente! Não há isso em mim. Uma pessoa que gosta do conhecimento feito eu só pode dizer que até gostaria de saber muito sobre economia.
Só que na vastidão da minha ignorância, na rasa e simplória forma de abordar idéias eu já pensei tantas coisas. 
Certa vez brinquei assim com meus pensamentos:
"E o preço do leite subiu! Caramba! Será que a vaca pediu aumento?"
"Será que os ingredientes para a ração da vaca pediram aumento?"
Imaginem aquela vastidão de terras plantadas com milho, soja, capim e toda a sorte de alimento fazendo greve para pedir aumento.
Culpa deles que o leite aumentou!
A cadeia produtiva do leite é bem complexa e vasta se falarmos de forma mundial.
Mas se dermos uma guinada louca, típica dos meus textos, e formos falar sobre o petróleo o que será que podemos imaginar?
Agora em 2015 os preços do petróleo caíram no mundo, mas subiram no Brasil.
Acho que o petróleo nacional pediu um aumento exagerado.

Pausa para uma prece!
"Que todos que lerem este texto possam entender a mensagem!"

Bem, retomando.
Brincadeiras à parte. Real desconhecimento sobre economia idem. 
A reflexão é a seguinte: o que ensinam antes de entrar na faculdade de economia, meu caso, não conforta, não explica, não satisfaz, não convence e nem diminuem os questionamentos bobos ou geniais que uma pessoa possa ter.
Ficar sabendo da lei da oferta e da procura, inflação, deflação, mercado, preço, custo, ponto de equilíbrio, importação, exportação, balança comercial, mercado de ações, bens de consumo, bens duráveis e umas coisinhas a mais não ajuda a digestão.

Não sei vocês, quer sejam economistas ou não, mas eu vejo que se milhões de livros, doutores, cursos e saberes da economia tivessem que ser postos em uma obrigação de resumir e serem resumidos, condensar em uma explicação do que é que explica a economia a chance de jogar o resumo na vastidão é dizer que "a economia é o que os homens e mulheres poderosos do momento querem que seja".



























sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Coração de Pedra

E de tantos
O de pedra
Formatos
Formados
E pulsa
Expulsa
Limpa e expurga.

Coração de pedra
Não deixa entrar
Se você vai se jogar contra ele
Vai doer
Vai sofrer

Pedra polida
Coração polido
Pode admirar
Acariciar
Não pode entrar.

Há como amolecer
O coração de pedra
Com fogo
Fogo ardente
Batendo não
Nem com insistência
Pode até quebrar!

Há como entrar
Com mágica
Há como ficar
Com química
Há como sorrir
Com partilhar!

De cor
Com cor
De Pedra
Lá de longe
Polido
Coração de pedra polida.

Sabido
Vivido
Nascido músculo
Tornado pedra
Despedaçado
Reconstruído.

Sem espinhos
Sem flores
Só Amor sólido
Base boa
Casca dura
Boa morada
Para quem já entrou.

Procura a porta
De saída
De entrada
Há?

Fantasmas atravessam
Carne e osso não!
Mágicas atravessam
Carne e osso solidão.
Olhos atravessam
Carne e osso seguirão?

Coração de Pedra
Já foi vencido
Se entregou por inteiro
Teve sorte
Foi correspondido
Conheceu amor verdadeiro.

Não jogue com o coração de pedra!
Pode ser que machuque
O seu
O de Pedra
E pode doer muito
No seu
No de Pedra
E pode deixar marcas
Nos dois.

No momento
Pedra
No passado
Coração
No momento
Coração de Pedra
Sem nunca deixar de ser coração!
O que sempre foi
Mesmo sólido
Por ser sempre o mesmo.

Oscilando entre deixar ou não deixar entrar.
Há vagas!
Não há vagas!
Qual a placa do momento?
Aberto!
Fechado!
Qual o horário de funcionamento?
Uma hora
Abre
Um dia
Abre
Ou não.
Não é porta
É coração!













segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Quem veio primeiro: o ovo ou a galinha? Divirtam-se!

Muita coragem escrever sobre alguns assuntos, mas é preciso ainda mais sobre outros.

Essa é uma questão de responder uma coisa óbvia que sempre serviu de exemplo como grande enigma da humanidade.
Em algumas situações falaram isso acompanhado de um desafio. Quem soubesse ganharia um prêmio. Eu estou voltando no tempo. Máquina do tempo acionada.
Parece que foi por volta dos cinco anos, mas já não lembro de forma precisa, quando escutei isso pela primeira vez. Aí eu que nunca precisei de muito para iniciar reflexões matutei.

Aos cinco minha resposta estava incompleta, mas na adolescência, já sabedor das teorias de Charles Darwin a resposta estava concluída e eu muito bobo ficava irritado pela insistência de perguntarem algo tão simples como se fosse prova de genialidade saber a resposta. Confesso, a motivação era que me irritava e ainda irrita essa coisa de quem veio primeiro blá blá blá.
Eu também pegava ar com outras coisas que até mudaram como o cara sofrer um acidente e dizer que a pessoa em questão:"não corria risco de vida". Alguém chama minha psicóloga? Eu ficava muito p. da vida com isso. Que vocês riam bastante disto! Sinceramente!

E então vamos as repostas. Se é tão absurdamente fácil que eu não me demore a responder.
Primeiro repito que são respostas. São pelo menos três por uma questão de respeito aos tipos de crenças e prevendo uma intervenção com uma outra pergunta.
Uma coloca o ovo na frente.
Duas das respostas colocam a galinha na frente.

Começando com a minha crença.
Sou evolucionista. Creio em dinossauros, homo erectus, pedra polida, mesopotâmia, homo sapiens, antropologia, celtas, hunos, Grécia antiga, nativos americanos, arqueologia e nas ciências.
Assim sendo é preciso saber que quem veio primeiro, mas muito antes foram os ovos. As galinhas, tais quais nós as conhecemos se reproduzem colocando ovos e por causa de como se reproduzem chamam-se ovíparas. Só que os dinossauros já colocavam ovos há milhões de anos antes.
Simples demais assim. Ovo primeiro!

Quando eu digo isto alguns fecham a pergunta para: quem veio primeiro: a galinha ou o ovo de galinha?

Então as duas respostas que se seguem colocam a galinha na frente.
Se você é criacionista, alguma vez ouviu falar que Deus criou as formas de reprodução e delas os animais surgiram? Eu não sou um grande sabedor, mas sempre a criação foi dos animais e uma vez criados cada um se reproduziu de sua forma.
Simples demais assim. Galinha primeiro que o ovo de galinha!

E se um evolucionista me perguntar a mesma coisa eu respondo que galinha primeiro também. Talvez seja a resposta onde ainda exista um aprimoramento quando mais descobertas foram feitas, mas enquanto isso explico que dou o direito do evolucionista fazer a determinação de quase tudo da minha explicação.
A explicação é mais ou menos assim. Animais que ainda não são galinhas se reproduzem por meios de ovos. Em um determinado momento uma mutação, um evento, um seja lá o que for ocorre e dos ovos desses animais, que repito não são galinhas, nascem galinhas como as atuais.
Organizando as ideias. Não galinhas põem ovos e deles nascem galinhas. Então eram ovos de não galinhas.
Seguindo, essas primeiras galinhas colocaram ovos e chegaram aos dias de hoje.
Como falei, os evolucionistas têm todo o direito de decidir quando que julga que a mutação, a evolução, as características dos animais que acabaram de sair dos ovos das não galinhas são finalmente galinhas.
Assim que resolverem que dali em diante são galinhas, quando decidirem pelos critérios que considerarem corretos que são galinhas então o resultado é que esses animais vão se reproduzir por meios de ovos e fica nesse aspecto igual ao criacionismo.

Simples demais assim. Galinha primeiro que o ovo de galinha!

Para terminar fica assim. Se qualquer ovo vale, você é evolucionista e ainda por cima não vai para o estágio de reformular a pergunta, o ovo veio milhões de anos antes.

Se você é criacionista só há uma hipótese. Galinha primeiro.

Se é evolucionista e vai reformular a pergunta para galinha ou ovo de galinha então é galinha primeiro.

Em nenhuma crença ou teoria que eu tenha conhecimento há ovos, úteros e afins independentes, surgidos do nada. Sempre há o ser e depois a forma com que ele vai se reproduzir. Mesmo que o primeiro ser de seja qual for a espécie, galáxia ou dimensão tenha surgido magicamente. Essa sim uma pergunta um tantinho mais complexa. Que tal trocar o lado do LP? Divirtam-se!

  










Só porque estou só

Só porque estou só posso escrever o que estou escrevendo
E só assim sozinho posso escrever sobre as lembranças do não só
Escrever que lembro
Escrever verdades secretas
Segredos verdadeiros
Não esqueço
Por opção lembro e relembro
Visito e revisito
E tudo porque estou só
Assim sozinho a fábrica está fechada.

Só porque não preciso me envergonhar
Não preciso me explicar
E minha sinceridade tolher
Consigo dizer que amei de verdade
Que não disse que amava só por dizer
E agora que tanto tempo passou
Agora que não há motivo...
Amei mais de uma ao mesmo tempo!
E escrevendo isso me condenei a ser eternamente só!

Aí sozinho eu encontro todo o espaço para amar cem
E acabo amando sem preconceitos
Quebrando conceitos
Só porque estou só consigo estas façanhas
E questiono livremente essa ideia de que
"Só se pode amar uma pessoa por vez de uma determinada forma"
E quando se tem mais de um filho isso é válido?
E tendo vários amigos você os ama de forma diferente um a um?
Como é isso?
E seus pais?
Não estou falando de intensidade e sim de forma.
Forma de amar, o amor de cada filho, cada amigo, cada grupo idêntico entre si você aceita como um amor igual, mas se for amor de uma mulher por um homem ela só pode amar um por vez?
Se de um homem por uma mulher ele só pode amar uma por vez?
Não precisa ficar falando isso alto.
Quem está só sou eu. Fica calada. Só pensa sozinha.
Quem está só sou eu. Fica calado. Só pensa sozinho.
Quando falam sobre amor vejo pessoas com definições.
Quando eu só falo de amor eu sinto.
E o melhor é que quando não estou só, sinto amor.

E só porque estou só e sem fabricar novas lembranças amorosas
E porque foi à mim que uma mulher de mais de 90 anos contou lembranças de amor
Ela do nada quis dizer sobre um grande amor da adolescência que jamais esquecera
Mesmo que ela tenha tido uma vida plena, com um marido, filhos, netos e bisnetos
Vou contar algumas minhas bem antes de chegar lá
E porque foi à mim que uma mulher linda contou que fui o primeiro à dizer que a amava
Só porque estou só e lembro
Eu lembro de tudo isso só
Antes de alguma doença levar minhas doces lembranças
Porque ser o primeiro na vida sexual de uma mulher é assunto de "macho"
E para um romântico assunto é ser o primeiro que disse: Eu te amo!
E ainda só eu vou poder declarar que minhas lembranças são parte de mim
E nelas mando eu, nelas estão quando um adolescente fazia todas as bobagens cabíveis
Bobagens imagináveis e sentidas no auge da paixão
Fazendo tudo para fazer quem ousou interromper minha solidão uma pessoa feliz.

Só lembro que quebrei seu coração quando não pude corresponder
E não correspondi sem motivos compreensíveis para ti
Pois lembro bem que não correspondi quando eu estava só
E a gente se curtia, mas você não percebeu que éramos muito jovens
E eu não estava gostando de você tanto quanto você de mim
Só agora consigo dizer que não digo que amo só para chegar ao fim
E assim só consigo dizer que lembro disso como uma das grandes lembranças românticas
E só assim digo que eu poderia ser seu primeiro pois assim você me falou
E você nunca desconfiou que você seria minha primeira.
Pois é! Conclusões e julgamentos equivocados.
Só isso.

Só porque estou só
Tudo isso é só ficção
Parte de uma construção textual
De quem não está abraçando, nem beijando
Sozinho essas estórias não passam de mentiras
Verdades aqui só as que existem em nossas lembranças
E são verdadeiras da forma exata que lembras
E são mentiras exatamente como foram apagadas
E aí lembro da verdade que existiu quando dançamos
Aí a distância não existia para ser tão fácil de esquecer
Porque lembro sozinho do que o olho no olho causou.

Quantas coisas eu lembro?
Lembro de muitas coisas lindamente vividas
Cuidados quando os amantes adoeciam
Doenças de adultos, doenças de criança, doenças minhas
Ajudas nos estudos, compartilhamentos de segredos, companheirismo
Lembro dores, medos, inseguranças, fotos e tudo mais que o tempo não apagou
Não consigo uma mínima razão para esquecer disto
Um ser humano teve de mim o meu melhor e de si entregou o melhor.

-Silêncio! O que escreves incomoda.
-Mesmo que seja verdade não é para falar.
-Esqueça!

Bem, Jorge Vercillo já cantou que todos os amores de antes tornaram-se pontes para que ele chegasse ao atual.
Eu só escrevo
É arte
Arte solitária e sem orquestra
Aqui sou solista
E apesar de todas as mentiras escritas
Só espero que quem não esquece seja unicamente quem se reconhece
Em nossas vidas sempre temos verdades secretas
E tais verdades estão cheias de segredos verdadeiros
E realmente me condenando à solidão exponho porque estou só.

E de quem nunca quis meu mal e entendeu que era e é recíproco o que disse vale
Só pela eternidade da vida.
Só Amor!

Eu sou o fotógrafo!

Eu sou o fotógrafo!
Essa foto me enche de orgulho. Eu acho que ficou perfeita.